Na tarde de ontem (7) foi divulgado através das redes sociais que a nossa amada Lily Collins se casou com Charlie McDowell. Confira abaixo mais detalhes:

Através de seu Instagram oficial, Lily Collins compartilhou detalhes do seu adorável casamento com o diretor Charlie McDowell. A atriz anunciou que o vestido usado por ela durante a cerimônia foi confeccionado pela marca de alta costura Rpalph Lauren e que foi um dos poucos criados pela mesma, juntamente com o da atriz Priyanka Chopra que se casou com o músico Nick Jonas há alguns anos atrás!

“Nunca quis ser de alguém mais do que quis ser sua, e agora eu posso ser sua mulher. No dia 4 de setembro de 2021 eu me tornei sua para sempre. Te amo infinito”. Collins escreveu em sua postagem em seu Instagram.

Além de compartilhar mais uma belíssima foto onde ela mostrava o seu véu em forma de capuz com a seguinte legenda: “Nunca fui tão feliz”.

E por último mas não menos importante, Lily compartilhou mais uma foto em seu feed na rede social com a seguinte mensagem: “O que começou como um conto de fadas, agora é minha realidade para sempre. Nunca vou conseguir descrever corretamente o quanto foi de outro mundo esse último final de semana, mas mágico é um bom lugar para começar…”.

O local escolhido para essa belíssima cerimônia do casal foi o Dunton Hot Springs, localizado nos arredores de Telluride. O resort remoto e renovado, já foi conhecido como uma cidade fantasma do século XIX e foi reformado em uma propriedade que inclui 12 cabines de luxo e um balneário restaurado que é alimentado por uma fonte natural de água quente.

E na tarde de hoje (8), Raph Lauren compartilhou detalhes do vestido usado por Lily Collins em seu casamento através do perfil oficial da marca no Twitter, confira:

“O vestido e a capa personalizadas com capuz foram totalmente feito à mão, trazidos à vida por quase 200 horas de trabalho artesanal e complexo”.

Confira abaixo algumas fotos compartilhadas com exclusividade pela revista People:

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS | PHOTOSHOOTS > 2021 > PEOPLE MAGAZINE
LCBR001.JPGLCBR002.JPG
Lily já havia anunciado o seu noivado em setembro de 2020 através de uma postagem em seu perfil no Instagram!

Nós do LCBR, desejamos ao casal toda a felicidade do mundo!




Foi anunciado hoje (12) que Lily Collins estrelará ao lado de Jason Segel e Jesse Plemons em “Windfall“, filme dirigido pelo noivo da Lily, Charlie McDowell. Confira a matéria do Deadline:

Jason Segel, Lily Collins e Jesse Plemons estrelarão o filme noir moderno da Netflix, Windfall, com Charlie McDowell na direção. Segel também desenvolveu a história com Justin Lader e Andrew Kevin Walker escreveu o roteiro.

O filme é um thriller hitchcockiano sobre um jovem casal que chega em sua casa de férias e descobre que está sendo roubada.

McDowell, Segel, Collins e Plemons também produzirão junto com Alex Orlovsky, Duncan Montgomery e Jack Selby. David Duque Estrada e Elika Portnoy serão os produtores executivos da Mutressa Movies, assim como Rick Covert.

Fonte: Deadline




Acaba de ser divulgado que Lily Collins estrelará um live-action da Polly Pocket em um filme da Lena Dunham. Confira a matéria traduzida abaixo:

Desde que conquistou os corações das crianças pela primeira vez no final dos anos 1980, a Polly Pocket inspirou brinquedos, bonecas, séries e programas de televisão. Ela andou de patins, snowboard, fez compras, cantou e exibiu uma atitude cativante e confiante. Agora, a Sra. Pocket será o tema de um longa-metragem que será escrito e dirigido por Lena Dunham, a criadora de “Girls”. A estrela de “Emily em Paris”, Lily Collins, vai dar vida a Polly.

A versão cinematográfica da popular linha de micro-bonecas se junta a uma longa e intermitentemente distinta linha de brinquedos para filmes que inclui o bom (“Transformers”, “O filme Lego”), o mau (“Max Steel”) e feio (“Batalha Naval”). Mattel Films, a divisão de filmes da linha de brinquedos Mattel, está trabalhando com a Metro Goldwyn Mayer (MGM) no filme, bem como com a produtora de Lena Dunham, Good Thing Going. O filme vai centrar-se em uma menininha e uma mulher de bolso que formam uma amizade.

“Como uma criança obcecada por Polly Pocket, este é um verdadeiro sonho que se tornou realidade e mal posso esperar para trazer esses minúsculos brinquedos para as telonas”, disse Collins.

Robbie Brenner e Kevin McKeon supervisionarão o projeto da Mattel Films. Sandino Moya-Smith e Winnie Carrillo vão dirigir as coisas para a MGM. Liz Watson e Michael P. Cohen, da Good Thing Going, serão os produtores executivos.

“Polly Pocket foi responsável por incontáveis ​​horas de escapismo infantil para mim – Polly me deu um pequeno mundo de magia e autonomia para narrar, então é muito poético abordar essas mesmas ideias agora como diretora colaborando com a brilhante Lily Collins, Robbie Brenner, Mattel e MGM ”, disse Dunham. “Estou tão emocionada em demonstrar meu amor por esta propriedade histórica e também minha crença arraigada de que as mulheres jovens precisam de filmes lúdicos inteligentes que falem com elas sem condescendência.”

A Mattel tem vários projetos em desenvolvimento, incluindo filmes baseados em seus brinquedos American Girl, Barbie, Barney e Hot Wheels. Alguns deles atraíram grandes talentos semelhantes para Dunham e Collins, com Greta Gerwig contratada para trazer “Barbie” para a tela.

Fonte: Variety




O site Variety fez uma matéria de alguns indicados ao Globo de Ouro reagindo as suas indicações, Lily Collins foi uma delas. Confira abaixo:

No Globo de Ouro fazendo história ao nomear três diretoras:

“É incrível. Quer dizer, vamos lá, que maravilhoso, que lindo. Estou tão animada e acho que isso é muito importante. Quer dizer, quero dirigir um dia, e acho que as belas histórias que foram contadas neste ano devem ser reconhecidas. Quer dizer, qual é, três mulheres? Vamos lá!”

“Acho que todos nós já estivemos em casa ansiando por conteúdo, e poder ter filmes tão incríveis, alguns dos quais são menores, e provavelmente não seriam vistos por tantas pessoas, ter uma casa para serem exibidos é tão maravilhoso, e a Netflix tem sido incrível para mim ao longo dos anos. Estou muito honrada que “Emily” e “Mank” estejam na plataforma e sejam ambos reconhecidos hoje. ”

Fonte: Variety




As indicações ao Golden Globes foram divulgadas ontem (3) e Lily Collins conseguiu uma indicação na categoria de “Melhor atriz em série de comédia ou musical”.

Emily In Paris também conseguiu uma indicação a “Melhor série de comédia ou musical” e Mank recebeu 6 indicações, incluindo “Melhor filme de drama”.

Lily concedeu uma entrevista para o Deadline onde falou sobre a indicação e o retorno das gravações de “Emily In Paris”. Confira traduzido abaixo:

Com uma indicação ao Globo de Ouro por seu papel homônimo de Emily em Paris anunciada na manhã de quarta-feira, Lily Collins contou ao Deadline que está “honrada” por ser indicada e emocionada com a indicação do programa e pelas várias indicações para sua “família Mank” – filme de David Fincher em que ela estrelou ao lado de Gary Oldman.

A série Emily In Paris, da Netflix, foi o auge das maratonas no mundo contando a história da moça americana que se muda para a cidade luz. “Emily permite um senso de aventura”, disse Collins sobre a enorme fanbase do programa. “Existe a estética de você ser capaz de se perder em outro país… Esse senso de aventura, acho que todos desejamos mais do que nunca.

Na primeira temporada do programa criado por Darren Star, Emily se envolveu em um romance com seu vizinho Gabriel (Lucas Bravo) e fez amigos, incluindo a aspirante a cantora profissional Mindy (Ashley Park), então, como a série foi renovada para uma segunda temporada, o que o futuro pode reservar para Emily?

Romanticamente, o futuro de Emily com Gabriel parecia sombrio na última temporada, já que foi revelado que ele estava em um relacionamento com Camille (Camille Razat). “Não sei o que eles estão escrevendo agora”, disse Collins, “Mas acho que seria um pouco cedo para Emily se decidir. Acho que ela ainda está explorando as perspectivas. Honestamente, acho que Emily nem sabe [o que vai acontecer], e essa é a beleza da maneira como eles escrevem o programa. Ela ainda não encontrou todas as qualidades que talvez esteja procurando. Dito isso, existe aquela conexão com Gabriel, mas agora ela tem Camille naquele triângulo amoroso, então eu acho que ainda há experiências a serem vividas, aventuras a serem vividas e ela ainda está se encontrando.”

Caso contrário, podemos esperar mais diversão para Emily na arena da amizade. “Estou tão animada que Mindy foi morar com ela”, disse Collins. “Então, eu não posso esperar para ver o que a loucura acontecerá lá.”

Collins também está ansiosa para talvez aprofundar a história de sua personagem. “Na primeira temporada, tivemos apenas dez episódios para realmente explorar seus novos amigos no trabalho e quem ela conhece fora do trabalho, então estou animada para mergulhar mais fundo nessas histórias e passar mais tempo misturando os dois grupos de pessoas que ela conhece… Agora que a vimos com todos esses ‘parisiismos’, talvez possamos realmente obter um pouco mais de sua história e experimentar isso com alguns dos outros personagens. Mas você sempre sabe que com Emily você terá humor e terá aventura. Isso não vai faltar – e muita moda.”

Sobre quando a série começará a ser filmada novamente, Collins disse: “Esperamos voltar em breve. Espero que na primavera. Estamos tentando seguir em frente. Novamente, tudo está dependendo do Covid. Quando fomos renovados para a segunda temporada, isso nos deixou ainda mais animados e ansiosos para voltar. Claro que existem tantos regulamentos agora e queremos estar seguros, mas queremos voltar. ”

Fonte: Deadline




É isso mesmo que você está lendo! Emily In Paris acaba de ser renovada para uma segunda temporada.

A notícia veio hoje através dos perfis do elenco e da própria Netflix, confira o vídeo do anúncio:

A segunda temporada está para começar a produção na primavera, entre março e maio de 2021.

O criador Darren Star ainda não sabe se vai colocar a narrativa do Corona vírus na segunda temporada: “Eu tenho ideias mas acho que é uma grande incógnita sobre o que tem na série e sua história,” Star disse ao The Hollywood Reporter.

Ansiosos pra mais Emily In Paris?




Sempre teve curiosidade em saber como a Lily cuida da sua pele? Agora ficou mais fácil, a atriz mostrou os detalhes de seus cuidados para a Vogue Magazine e nós legendamos para vocês, confira:




Em recente entrevista concedida por Lily Collins a revista Variety Fair, a atriz contou um pouco mais sobre seu novo trabalho “Emily In Paris” que já está disponível na Netflix, confira traduzido abaixo:

Antes de o mundo ficar fechado, quando os americanos eram livres para viajar internacionalmente, Lily Collins estava cruzando continentes. A atriz indicada ao Globo de Ouro estava filmando sua nova série para a Netflix “Emily in Paris” na Cidade das Luzes, bem como trabalhando em Los Angeles em “Mank” de David Fincher – um drama sobre a produção de “Citizen Kane”. Em “Emily”, com estreia na Netflix em 2 de outubro, ela estrela como personagem principal, uma jovem executiva de marketing de moda que é transferida de Chicago para Paris, onde ela não conhece ninguém e não fala francês. Lentamente, ela encontra novos amigos e, claro, um romance. “Você pode ver no primeiro episódio que Emily não precisa mudar quem ela é para ser finalmente abraçada e compreendida”, disse Collins, 31, no episódio de quinta-feira do podcast Variety and iHeart “The Big Ticket.” “Ela é óbvia; ela fala alto em sua moda e em suas expressões faciais. Ela está muito determinada em quem ela é, mas também está disposta a abraçar a mudança e novas ideias e novas pessoas e aprender sobre si mesma – e também, por sua vez, ensinar outras pessoas. Não tínhamos essa cena de transformação em que ela entra em um provador como a Emily da América e sai como a Emily parisiense, e as pessoas ficam tipo, ‘Oh, agora entendemos você’ ”. “Emily in Paris” é considerada “Sex and the City” para uma nova geração? Queríamos ter certeza de que Emily não era uma nova Carrie. Queríamos que Emily fosse Emily e estivesse sozinha. Mas também sinto, e Darren concorda, que acho que Emily cresceu assistindo “Sex and the City”. Acho que ela amava Carrie Bradshaw. Acho que ela amava Audrey Hepburn. Acho que ela leu todas as páginas da Glamour, da Vogue, da Elle e de todas aquelas revistas. Acho que provavelmente Carrie foi uma dessas inspirações para ela, assim como todas as outras mulheres naquele programa. Espero que fique sozinha e tenha seu próprio momento, mas ao mesmo tempo, seria uma pena não ter prestado uma pequena homenagem aos personagens que acho que ela cresceu amando. E há algumas referências aqui e ali que Patricia lançou como odes a “Sex and the City”. Se o programa for escolhido para uma segunda temporada, Carrie pode fazer uma participação especial. Eu adoraria isso. Eu sinto que talvez isso precise acontecer. Posso contar a Darren sobre isso. Ela poderia ser como uma aparição. Emily passa e há um reflexo em uma janela e ela olha para dentro, mas vê Carrie. Então ela volta e é ela, e ela fica tipo, “O quê?” Eu acho que seria ótimo. Qual foi a sua roupa favorita de “Emily em Paris”? Minha roupa favorita é combinada com uma memória favorita de “Oh, meu Deus, não posso acreditar que estou aqui.” Era a cena da Ópera de Paris, onde era uma ode a Audrey Hepburn. Eu estava com um vestido preto com meu cabelo [puxado para trás] e usando uma tiara. Eles fecharam a Ópera de Paris, e eu estou correndo ao redor e subindo as escadas olhando para o palco, e estou vestida do jeito que estou vestida, e estou dizendo: “Isso é surreal. É uma loucura que eu faça isso e eu consigo fazer isso vestida assim.” Emily foi retirada de Chicago, mergulhada em Paris, não conhece ninguém, não conhece o idioma. É algo com o qual você poderia se identificar? Eu nasci na Inglaterra e me mudei para cá antes de completar 6 anos. [Seu pai é o músico Phil Collins; sua mãe é a negociante de antiguidades de West Hollywood, Jill Collins.] E embora a experiência de uma criança seja muito diferente da de um adulto, eu me senti muito como um peixe fora d’água quando entrei na escola naquele primeiro dia, de uniforme, sem falar o mesmo, falando inglês, mas soando britânico. E nessa idade, as crianças são muito diretas – “Você não parece comigo; você não se parece comigo! ” Você fica tipo, “Eu só quero me encaixar e só quero ser abraçada, e o que eu faço?” Como surgiu “Mank”? Foi muito louco. Gravei-me uma semana antes de partir para Paris. Enviei a fita, peguei um avião, cheguei a Paris, estava no meio das filmagens e estou nove horas à frente de L.A. e fiz uma sessão de Zoom com David Fincher. Então eu descobri que consegui. “Mank” terminou poucos dias antes da quarentena. Eu estava fazendo ADR do meu armário para “Emily” e também fiz ADR para “Mank” em quarentena. Todos eles terminaram e se finalizaram enquanto estávamos passando por isso. Eu me sinto muito sortuda por eles não terem sido colocados em espera.




Em recente entrevista a Glamour, Lily analisou os looks que ela usou em filmes e séries e nós legendamos para vocês, assista abaixo:

 




Com o lançamento de Emily em Paris, Lily esta concedendo várias entrevistas e dessa vez foi para o ET Canadá, onde ela fala sobre ter gravado a série na França e muito mais, confira abaixo a mesma traduzida e legendada pela nossa equipe:







layout desenvolvido por lannie d. - Lily Collins Brasil